Notícias

A Serra Gaúcha é um dos principais polos vitivinícolas do Brasil e, a partir de 2018, terá programações para celebrar o Dia Mundial do Enoturismo. Foto: Gilmar Gomes/Ibravin

Brasil se prepara para integrar Dia Mundial do Enoturismo

09 de Novembro de 2017


Celebrada em cidades vinícolas da Europa, data contará com ações no Brasil a partir de 2018

A Serra e a Campanha Gaúcha lançam no próximo dia 12 o embrião do Dia Mundial do Enoturismo. A festividade ocorre no segundo domingo de novembro, quando se comemora o Dia Europeu do Enoturismo com ações realizadas em cidades ligadas à produção vinícola do velho continente. A partir de 2018, a data contará oficialmente com programações também no Brasil e em outros países da América do Sul tornando-se, assim, mundial. A iniciativa é realizada pela Rede Europeia de Cidades do Vinho (Recevin), composta por mais de 800 cidades de 10 diferentes países, e foi costurada no Brasil por meio da Associação Internacional de Enoturismo (Aenotur), presidida pela gaúcha Ivane Fávero, e apoiada pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin).

Quatro atividades realizadas no Estado entrarão este ano na agenda do Dia Europeu do Enoturismo: em Bento Gonçalves, a Sparkling Night Run, realizada na noite de sábado, véspera da data; em Flores da Cunha, um brinde comemorativo será feito na vinícola Casa Venturini e o varejo da vinícola Panizzon terá a promoção de espumantes leve 6 pague 5; em Don Pedrito, um outro brinde coletivo com espumantes alusivo à data no monumento histórico Caixa D’água, será oferecido pela Vinhos Aromas e Sabores. 

No Rio Grande do Sul, maior polo vitivinícola do país, pelo menos 600 mil turistas circulam anualmente pela região da Serra e Campanha Gaúcha em busca das atrações que o universo da uva e do vinho proporciona.

“Com essas ações criadas aqui, esperamos mobilizar mais participantes a partir do próximo ano, quando a Recevin transformará a data em Dia Mundial do Enoturismo”, explica Ivane, acrescentando que o Uruguai e a Argentina também estão articulando ações para o próximo domingo e, da mesma forma que o Brasil, deverão encorpar as celebrações de 2018.

 

Articulação setorial

As demandas, os entraves e as possibilidades de desenvolvimento do enoturismo no Brasil foram tema da primeira audiência pública sobre a atividade realizada na Comissão de Turismo da Câmara Federal, no mês de outubro. Representantes do segmento, parlamentares e gestores do Ministério do Turismo (Mtur) debateram no último dia 18 como reforçar a atividade no país. 

Na ocasião, a turismóloga Ivane Fávero, presidente da Aenotur e representante do Ibravin na audiência, defendeu que o Mtur reconheça o enoturismo como uma das modalidades nacionais de relevância, tendo em vista que o Brasil tem ganhado destaque internacional na produção de vinhos, sendo o 5º maior produtor do hemisfério Sul. Também solicitou apoio para a realização de pesquisas e monitoramento para a geração de dados sistematizados, embasando assim políticas públicas e estratégias do próprio setor. Outro pleito apresentado foi a inserção do enoturismo nas ações de promoção da pasta tanto no mercado interno, como no Exterior realizadas pela Embratur.

“Essa foi a primeira audiência no Congresso específica sobre a atividade, e isso para nós é um marco”, observa Ivane. “O enoturismo tem grande importância para a cadeia produtiva da uva e do vinho, principalmente para os pequenos produtores. A atividade também auxilia na fidelização e consolidação da produção vinícola brasileira no mercado interno”, reforça o gerente de promoção do Ibravin, Diego Bertolini.

O coordenador-geral de Atração de Investimentos do Mtur, Rodrigo Marques, sinalizou que o Ministério poderá realizar um Anuário do Enoturismo, criando uma série histórica. 

“O MTur tem apresentado várias possibilidades de integração do enoturismo com a gastronomia gourmet, a hotelaria de charme e produtos indiretos, como observação da natureza, cultura e religião. Este segmento oferece um leque de produtos e responde cada vez mais pela receita das vinícolas, principalmente quando agregado a outros produtos, e o Brasil possui grande vantagem comparativa nisso”, observou Marques.

Também estiveram presentes o diretor do Departamento de Ordenamento do Turismo do MTur, Rogério Cóser; a coordenadora do segmento de Turismo Rural do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae Nacional), Andrea Faria, e a diretora do SPA do Vinho, Deborah Daldalt.

Como resultado da audiência, o deputado Herculano Passos, Coordenador de Enoturismo da Frente parlamentar de Defesa e Valorização da produção Nacional de Uvas, Vinhos, Espumantes e Derivados, visitou a Serra Gaúcha na semana passada, entre os dias 2 e 5 de novembro, para conhecer a realidade do setor a fim de propor estratégias de estruturação e divulgação das rotas brasileiras de vinhos. A viagem contou com a articulação do Ibravin, Aenotur, Sindicato Empresarial da Gastronomia e Hotelaria (Segh) e do Spa do Vinho.

 

Eventos que integrarão o Dia Europeu do Enoturismo no Brasil:

Sparkling Night Run

Data: 11 de novembro

Local: Bento Gonçalves

Mais informações: www.sparklingnightrun.com.br

 

Brinde festivo

Data: 12 de novembro

Local: Casa Venturini, Flores da Cunha

Evento fechado

 

Promoção de espumantes Pague 5 leve 6

Data: 12 de novembro

Local: varejo da vinícola Panizzon, em Flores da Cunha

 

Brinde festivo

Data: 12 de novembro

Local: Monumento histórico da Caixa D’Água, Don Pedrito

 

 

Assessoria de Imprensa Ibravin: www.ibravin.org.br

Martha Caus: (54) 3538.3048 | (54) 9.8111.4450 - imprensa@ibravin.org.br

Cassiano Farina: (54) 3538.3048 | (54) 9.9937.9027 - imprensa2@ibravin.org.br

Camila Ruzzarin: (54) 3538.3048 | (54) 9.9190.1392 - imprensa3@ibravin.org.br